sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Não sei...

Gostava de saber, mas não sei.

Estou magoada, sinto que fui injustiçada e maltratada, nos últimos mese,s e tenho medo de me ter enganado, por mais de uma década, acerca de uma pessoa que considerava amiga, uma das minhas melhores amigas, alguém que fazia parte do meu «gang».

Estou triste porque sinto falta dessa pessoas, porque é muito díficil imaginar a minha vida sem ela, porque toda a minha vida adulta foi partilhada com ela, tem a sua marca.

Por tudo isto não sei, não sei se tente alcançar esta pessoa de novo, esclarecer as coisas (coisas que não acho ter culpa alguma), se faça uma última tentativa.
Não sei porque não tenho a certeza se eu própria conseguirei perdoar e retomar, verdadeiramente, a nossa amizade, se acreditarei na  sua sinceridade.

2 comentários:

Strategos disse...

Não se perde nada em tentares esclarecer as coisas. Uma amizade de 10 anos merece-o. No entanto, se não houver bom senso dos dois lados e uma avaliação imparcial das coisas não se chega a lado nenhum. DIto isto, chegando a uma conclusão de que há diferenças e opiniões irreparáveis, a decisão fica tomada Per Se...

Sayuri disse...

É uma situação tão rídicula que, se colocasse aqui o moitivo da zanga final, até caías da cadeira.

O problema é o que está por trás da zanga, e é isso que não sei se será possível resolver porque não depende de mim.

Beijo